Dicas e Reflexões sobre engenharia de software e comportamento profissional

Por Miguel Pragier

O erro é nosso!

2016-06-20

A maioria absoluta dos erros em códigos, são de responsabilidade do programador.
Temos a tendência instintiva de buscar fatores e causas externas, fora do código que fizemos, mas na maioria dos casos, trata-se de um dos seguintes problemas:

  • Erro de lógica simples
  • Race condition
  • Escopo
  • Configuração inconsistente ou incorreta, seja a IDE, os arquivos de configuração, o idioma ou encoding, etc.
  • Input não-confiável
  • Erro de configuração
  • Reação do sistema operacional ao abuso do compilador, como estouros de ponteiros e demais acessos indevidos à memória, I/O, IRQ, etc.

  • Costumo dizer que há três entidades na computação: Hardware, Software e Poltergeist. Mas é apenas uma piada!
    Portanto, a primeira coisa a se pensar é: "Aonde foi que EU errei?".

    Tags: desenvolvimento de software,coding

Diferença do possível e do viável

2016-06-14

Em software, recursos possíveis são cabíveis em brainstorming. Para implementar, esqueça o possível e concentre-se no viável.
Jamais ignore o possível, e nem mesmo o improvável. Mas mantenha os pés no chão na hora de codificar.
Para vocês, possível, viável e provável:
Possível
Viável
Provável

Tags: Gerenciamento de projetos, desenvolvimento de software, brainstorming

Combine o entregável

2016-06-13

Para freelancers e funcionários, muitas dores de cabeça, stress, feridas no ego e desavenças com clientes e gestores seriam evitadas se o entregável fosse corretamente acordado entre as partes.
Antes de meter a mão no código, combine com o product-owner, gerente, cliente e a equipe qual é a entrega de negócio esperada. Isso pode mudar o clima de sua vida profissional.

Tags: Gerenciamento de projetos, desenvolvimento de software, scrum

Comportamento - Uma boa razão para um trabalho MUITO chato

2016-03-11

Você tem andado estressado com um trabalho chato, grudado em suas mãos, que se arrasta sobre seus ombros?
Há duas soluções:
- Este trabalho tem um objetivo de médio ou longo prazo, como uma viagem, a compra de um bem de alto valor ou algo assim? Foque nesse objetivo, e se permita sonhoar acordado ( só um pouco, pra não perder o foco ), pra que o trabalho volte a fazer sentido em seu espírito.
- Não há uma boa razão ou objetivo que justifique este trabalho? Discuta-o, questione-o ou prepare seu currículo para algo que realmente faça sentido para você, sua vida ou carreira.
Reclamar, quase sempre, não adianta.

Tags: Gerenciamento de projetos, carreira, comportamento

Dica de comportamento profissional

2016-03-11

O bom comportamento profissional é similar ao bom comportamento pessoal. Requere ética, gentileza, cultura, atitudes positivas, iniciativa e bons ouvidos.

Dica de gerenciamento de projetos

2016-03-10

Um projeto de software raramente falha por motivos técnicos. Seleção de pessoas, clareza de objetivos, definição de entregáveis, orçamento, estimativa de prazo por fase e total, gerenciamento de expectativas dos clientes, corrupção e abandono do projeto pelos profissionais explicam quase sempre o fracasso dos projetos.

Dica de infra-estrutura e DevOps

2016-03-09

TODAS as empresas que já visitei como consultor, mantém seus próprios sistemas e culturas, diferentes, e justificáveis. As justificativas são culturais, técnicas, comerciais ou até irracionais. E todas essas empresas estão lá, vivas, fazendo dinheiro e gerando empregos. Portanto, é verdade que não há apenas um jeito de se fazer. Há vários, e antes que você os aprenda todos, outros virão!